Search results for da costa, isaac

We've found 132 lyrics, 60 artists, and 64 albums matching da costa, isaac:



A Bahia é que é o cais

A praia, a beira, a espuma

E a Bahia só tem uma

Costa, clara, litoral

Costa, clara, litoral

É por isso que o azul
En la costa, sobre la arena y bajo el mar 
Se borran dos nombres que jamás se volverán a juntar 
En el coche una canción empieza a sonar 
El
Dicono che tutto 
Sia comunque scritto 
Quindi tanto vale che non sudi 
Nasci da incendiario 
Muori da pompiere 

Dicono che devi 
Proprio
e por batalhoes de mulatas
Rubras cascatas
Jorravam das costas dos santos

Entre cantos e chibatas
Inundando o coracao do pessoal do porao
Que
"Dicono che tutto 
Sia comunque scritto 
Quindi tanto vale che non sudi 
Nasci da incendiario 
Muori da pompiere 

Dicono che devi 
Proprio
verde
Na espuma me batizei
Vim trazido numa rede
Na areia me enterrarei
Na areia me enterrarei

Ou então nasci na palma
Palha da palma no chão
know what to do
Quero encontrar pelo caminho
Um cogumelo de zebu

E descansar os meus olhos no pasto
Descarregar esse mundo das costas
Eu só quero
know what to do
Quero encontrar pelo caminho
Um cogumelo de zebu

E descansar os meus olhos no pasto
Descarregar esse mundo das costas
Eu só quero
verde
Na espuma me batizei
Vim trazido numa rede
Na areia me enterrarei
Na areia me enterrarei

Ou então nasci na palma
Palha da palma no chão
Atenção Creuseback
Creuseback meu filho vamos lá que vai começa a baixaria

Comer tatu é bom
Que pena que  dor nas costas
Porque o bicho é
verde
Na espuma me batizei
Vim trazido numa rede
Na areia me enterrarei
Na areia me enterrarei

Ou então nasci na palma
Palha da palma no chão
Na minha terra, a Bahia
Entre o mar e a poesia
Tem um porto, Salvador
As ladeiras da cidade
Descem das nuvens pro mar
E num tempo que passou ô ô
elegante
Manda botar
Fina palha da costa e que tudo se trance
Todos os búzios
Todos os ócios

Não me amarra dinheiro não
Mas os mistérios
costas
Com mel e dendê
Agüentam por um fio

Sofrem o bafio da fera
O bombardeiro de Caramuru
A sanha d'Anhanguera

Jêje tua boca do lixo
Escarra o sangue
costas
Com mel e dendê
Agüentam por um fio

Sofrem o bafio da fera
O bombardeiro de Caramuru
A sanha d'Anhanguera

Jêje tua boca do lixo
Escarra o sangue
cobrou ou pagou juro
Meu passado e meu futuro
Tudo vira bosta

Um dia depois
Não me vire as costas
Salvemos nós dois
Tudo vira bosta

Filé minhão,
Assumi meu erro quando estava errado
E perder você foi o aprendizado
Já virei a página das nossas brigas
Mas você me vê como causa perdida

Teu corpo
gondola costa, la gondola è solo un bel giro di giostra. 
Stefania d' estate giocava con me nelle vuote domeniche d' ozio. 
Mia madre parlava, sua madre
cobrou ou pagou juro
Meu passado e meu futuro
Tudo vira bosta

Um dia depois
Não me vire as costas
Salvemos nós dois
Tudo vira bosta

Filé minhão,
galã (um lixo!)
Amiga do peito fala mal pelas costas,
Namorada sempre  a mesma resposta
Foi-se o tempo em que nua era Elvira Pagã

Então eu digo
Pra evitar meu abraço você
Vira as costas pra mim, vira as costas pra mim

Se a rotina da vida fez o sonho acabar
Eu me sinto perdido sem entender
tomar bola nas costas
Quem avisa amigo é
Olha que a galera tá de olho nela
De olho nela
Já é comentário dentro da favela
Fazer um desenho nas costas da mão 
Despir a consciência das dores morais 
Jogar uma vaca do décimo andar 
Viajar sobre a lua que varre os sertões
Manga-espada inchada
Eu sou do mato
Brinquei com maturi,
Vou ficando por aqui
Nas costas da madrugada
Por dentro do mato
Fruto do ato
Ligado à resina de
camaro azul
Da gusto interferir
La radio federal

La criminalidad
Que existe en la ciudad
Nunca me detendra

Buscando diversion
Paso como un avion